INICIO PARCEIROS PRODUTOS DOWNLOADS SERVIÇOS CONTATO

 

 VIA ACRE QUEM SOMOS
 REDES DE COMPUTADORES
 LINUX PRINCIPAIS DISTROS
 HISTÓRIA DO COMPUTADOR
 SEGURANÇA NA INTERNET
 DIREITO E CIDADANIA
 CONCURSO PUBLICO
 RADIO E TV ONLINE
 DICAS EM GERAL
 CURIOSIDADES
 PAPÉIS DE PAREDE
 COTAÇÃO DOLAR
 TEMPO VIVIDO
 ANT VIRUS
 NOTICIAS
 FORUMS
 GAMES
 HUMOR

As Principais distros linux existentes

     O Que é o Linux?

O Linux é um Sistema Operacional (OS) completo. Por isto, principiante, muita atenção: ele não pode ser executado a partir do Windows nem do DOS, logo do linux nem de nenhum outro sistema (com raras exceções), embora possa conviver no mesmo computador com estes sistemas, desde que configurado adequadamente. O Linux vai exigir a formatação do disco rígido no qual for instalado, a criação de novas partições e só vai rodar programas que foram escritos para ele.

    A História do Linux

Em 1991, Linus Torvalds, 21 anos, então um estudante do Departamento de Ciências da Computação da Universidade de Helsinque, Finlândia, insatisfeito com os sistemas operacionais de que dispunha, começou a desenvolver um sistema a partir do Minix  (Mini-Unix), que era o poderoso UNIX dos grandes computadores adaptado para máquinas pessoais. Assim começou a surgir o Linux. Linus colocou nos grupos de discussão da Internet uma mensagem procurando programadores do mundo inteiro dispostos a desenvolver um sistema operacional livre. O resultado hoje é o Linux, sólido sistema multiusuário e otimizado para trabalhar em rede, cujo kernel (núcleo) tem o copyright de Linus que o colocou sob GNU (General Public License), o que significa que qualquer um pode copiá-lo,pinguim linux modificá-lo e distribuí-lo livremente. Restrições à sua distribuição são proibidas e o seu código fonte é aberto. Programadores do mundo inteiro, entre eles grande número de hackers, entusiastas do sistema, considerado hoje sério concorrente do Windows, desenvolveram milhares de programas de todos os tipos para o Linux, muitos deles igualmente integrantes do projeto GNU. Apenas para manter a compatibilidade entre todas as versões do Linux, o kernel tem que ter suas versões aprovadas pelo próprio Linus (o atual encarregado do kernel é o brasileiro de Curitiba Marcelo Tosatti).

Como o código fonte é aberto e distribuído livremente, várias empresas desenvolveram suas próprias distribuições do Linux, cada uma com suas próprias características. Estas distribuições estão disponíveis para download na Internet ou podem ser compradas em CD, com manuais e assistência técnica, a preços muito baixos. Há centenas de distribuições do Linux e o número de usuários domésticos do OS de Linus vem crescendo em ritmo acelerado nos últimos anos, contando-se aos milhões. Seu uso nos servidores da Internet é ainda mais impressionante, graças a seu baixo custo e à sua estabilidade.

O Linux roda em grande variedade de plataformas, incluindo os x86 (Intel e compatíveis), Motorola 68K, Digital Alpha, Sparc, Mips e PowerPC, entre outros. Como é um sistema totalmente diferente do Windows 9x/Me/2000/XP, a principal dificuldade de instalação do Linux é o fato do sistema  não suportar (ainda) alguns tipos de hardware, tais como placas de som, de vídeo etc, exigindo do pinguim linux usuário não habituado aos sistemas UNIX um estudo sério para poder realizar uma configuração adequada de seu sistema. Entretanto, a capacidade Plug and Play do Linux vem crescendo cada vez mais, especialmente depois que grandes corporações passaram a apoiá-lo. E é preciso lembrar que as várias  distribuições do Linux e as centenas de sites na Internet dedicados ao sistema contêm milhares de páginas de explicações acessíveis a qualquer um que queira se aventurar a conhecer um sistema operacional robusto e cheio de recursos. O símbolo do Linux é o pingüim. Coloque um na sua área de trabalho.

      Ubuntu

    Ubuntu é um sistema operacional de código aberto, construído a partir do núcleo Linux, baseado no Debian. É patrocinado pela Ltda. (dirigida por Jane Silber).
    O Ubuntu diferencia-se do Debian por ter versões lançadas semestralmente, por disponibilizar suporte técnico nos 12 meses seguintes ao lançamento de cada versão (as versões LTS – Long Term Support – para desktop recebem 5 anos de suporte, e para servidor recebem 5 anos de suporte), e pela filosofia em torno de sua concepção. A proposta do Ubuntu é oferecer um sistema que qualquer pessoa possa utilizar sem dificuldades, independentemente de nacionalidade, nível de conhecimento ou limitações físicas. O sistema deve ser constituído principalmente por software livre. Deve também ser isento de qualquer taxa.

    Linux Mint

    Linux Mint é uma distribuição Linux irlandesa. Possui duas versões: uma baseada em Ubuntu (com o qual é totalmente compatível e compartilha os mesmos repositórios) e outra versão baseada em Debian.

    Diferencia-se de ambos os sistemas por incluir drivers e codecs proprietários por padrão e por alguns recursos que permitem fazer em modo gráfico configurações que em ambos os sistemas são feitas através do modo texto. Utiliza por padrão o desktop Gnome modificado, com um menu no painel inferior junto à barra de tarefas (o MintMenu), similar ao menu do KDE, ou o menu “Iniciar” do Windows. O propósito da distribuição é providenciar um sistema Linux que funcione “out-of-the-box”; isto é, esteja pronto para uso assim que terminar a instalação. Dessa maneira, o único trabalho do usuário será o de personalizar a aparência, se desejar, e instalar programas extra, caso necessite. O Mint, foi apontado como uma das melhores distros para o uso em desktop.

    Fedora

    Fedora antigamente chamado Fedora Core é um sistema operativo que tem por base o Linux, a distribuição Linux é completamente livre de custos para poder usufruir e partilhar. Foi criada pela Red Hat. Atualmente mantida pelo Projeto Fedora (Fedora Project) e patrocinado pela Red Hat. Depois da instalação o GNOME fica como gestor de desktop padrão, podendo ser mudado para o KDE, cinnamon, XFCE e outros. Já vem com o navegador Mozilla Firefox, com LibreOffice e suporte a diversos idiomas, além de uma grande diversidade de programas para servidores e desktops. Novas versões do Fedora são lançadas aproximadamente a cada 6 meses, tendo como padrão três versões-teste para validação e correção de defeitos, reportados através do sistema bugzilla do projeto. Atualmente (desde a versão 21) o Fedora está disponível em 3 versões principais: Fedora Workstation (para uso no desktop), Fedora Server (para servidores) e Fedora Cloud (para serviços na nuvem). Existe também as spins do Fedora, que são versões com ferramentas e ambientes gráficos específicos como o KDE, XFCE, LXDE, Games, Robotics, Security e outros

    Debian

    Debian (pronúncia débian) é o nome de um grupo de voluntários que o mantém à volta do mundo. A principal distribuição mantida pelo projeto é Debian GNU/Linux (ou simplesmente Debian), o projeto também distribui sistemas com outros núcleos Unix-like, como o Debian GNU/kFreeBSD e o Debian GNU/Hurd. O Debian é especialmente conhecido pelo seu sistema de gestão de pacotes, chamado APT, que permite: atualização relativamente fácil a partir de versões relativamente antigas; instalação quase sem esforço para novos pacotes e remoção limpa de pacotes antigos.

    O Debian Stable procura sempre manter os pacotes mais estáveis, assim, ele mantém o Gnome e KDE, por exemplo, em versões mais antigas do que muitas outras distribuições Linux por padrão mantêm. O fato dele conter pacotes mais antigos garantem melhor estabilidade e faz com que ele seja melhor empregado como servidor, bem como utilizado por usuários que desejam estabilidade em estações de trabalho ou desktops domésticos.

    O projeto Debian é mantido por meio de doações à organização sem fins lucrativos Software in the Public Interest(SPI).

    OpenSUSE

    O Projeto openSUSE é um esforço mundial que promove o uso do Linux em todos os lugares. O openSUSE cria uma das melhores distribuições Linux do mundo, trabalhando junto em um estilo aberto, transparente e amigável, como parte de uma comunidade mundial de Software Livre e de Código Aberto.

    O projeto é controlado e mantido pela sua comunidade e conta com a contribuição de indivíduos, trabalhando como testadores, escritores, tradutores, utilizadores experientes, artistas e embaixadores ou desenvolvedores. O projeto abarca uma vasta variedade de tecnologia, com pessoas com diferentes níveis de experiência, que falam diferentes idiomas e que têm diferentes experiências culturais.

    kubuntu

    Kubuntu é um projeto derivado do Ubuntu, uma distribuição do sistema operacional GNU/Linux. Na verdade o Kubuntu e o Ubuntu (assim como Xubuntu e Edubuntu) são o mesmo projeto, mas ao contrário do Ubuntu, que vem com o ambiente gráfico Unity, ele vem com o KDE e programas feitos para KDE, como o navegador Konqueror, Kontact (para e-mails, RSS e calendário) e Amarok, o tocador de músicas. Ele usa o mesmo repositório de pacotes que o Ubuntu.

    A proposta do Kubuntu é oferecer um sistema operacional/operativo onde qualquer pessoa possa utilizá-lo, sem dificuldades, independente de nacionalidade, nível de conhecimento ou limitações físicas. A distribuição deve ser constituída totalmente de software gratuito e livre, além de isenta de qualquer taxa.

    A Comunidade Kubuntu/Ubuntu se ajuda mutuamente, não havendo distinção de novatos ou veteranos; a informação deve ser compartilhada para que se possa ajudar quem quer que seja, independente do nível de dificuldade.

    Red Hat Enterprise

    Red Hat Enterprise Linux (RHEL) é uma distribuição fabricada pela Red Hat visando o mercado comercial, incluindo mainframes. O Red Hat Enterprise Linux é lançado em versões de servidor para as plataformas x86, x86_64, Itanium, PowerPC e IBM System z, versões para mesa de trabalho são lançadas para as plataformas x86 e x86_64. Todo o suporte oficial, treinamento e o programa de certificação Red Hat são centrados na plataforma Red Hat Enterprise Linux.

    Elementary OS

    O elementary OS é uma distribuição de Linux é baseada no Ubuntu. Ele possui a sua própria shell chamada de Pantheon, que é dependente de outras aplicações do elementary OS, como o Plank (uma barra de tarefas), Midori (o navegador web padrão) e o Scratch (um editor de texto simples). Esta distribuição usa o Gala como gerenciador de janelas, que por sua vez é baseado no Mutter.

    A distribuição começou como uma série de temas e aplicações criadas para o Ubuntu, o que mais tarde se transformaria em uma distribuição de Linux própria. Sendo baseada no Ubuntu, ela é compatível com os seus repositórios e pacotes e usa a própria central de aplicativos do Ubuntu para se fazer a instalação e a desinstalação de software. A sua interface de usuário tenta ser intuitiva para novos usuários sem tentar usar muitos recursos.

    Kali Linux

    Kali Linux é uma distribuição GNU/Linux baseada no Debian, considerado o sucessor do Back Track. O projeto apresenta várias melhorias, além de mais aplicativos. É voltado principalmente para auditoria e segurança de computadores em geral. É desenvolvido e mantido pela Offensive Security Ltda. Desde 21 de janeiro de 2016, é uma distribuição “rolling-release”.

    O Kali Linux dispõe de numerosos softwares pré-instalados, incluindo o Nmap (port scanner), Wireshark (um sniffer), John the Ripper (crackeador de password) e Aircrack-ng (software para testes de segurança em redes sem fios). O sistema pode ser utilizado a partir de um Live CD ou live-usb, além de poder ser instalado como sistema operacional principal. É distribuído em imagens ISO compilados para diferentes arquiteturas (32/64 bits e ARM).

    Mageia

    Mageia é um sistema operacional linux, uma distribuição Linux disponibilizada como software livre e código aberto, criada a partir de um fork da distribuição Mandriva Linux. A Mageia é desenvolvida de forma comunitária, com a contribuição de usuários e desenvolvedores de diversos países, com líderes eleitos pela comunidade, sob a coordenação da Mageia.Org, uma associação francesa sem fins lucrativos.